Segunda-feira, 25 de Maio de 2009
Domingo pouco Desportivo

Ontem falei aqui sobre a preguiça, porque ontem foi domingo, e domingo é o meu dia da preguiça. Se formos rigorosos, todos os dias da minha vida são dias da preguiça, de uma forma ou de outra. Mas os domingos são particularmente ociosos.

Aos domingos, não costumo olhar para o relógio vez alguma.
Ontem, foi uma excepção. (Vamos, mais uma vez, deixar o rigor de lado quando uso a palavra “ontem”, porque, com justeza, deveria ter usado a palavra “hoje”, visto que já passava da meia-noite há algum tempo. Mas, para o intuito deste texto, o facto de tudo se passar num domingo dá mais magia à história.) Dizia, ontem foi uma excepção. Olhei para o relógio, porque questionei a minha própria sanidade.
Os erros televisivos devem ser devem ser desculpados como qualquer outro, e eu, como estudante de jornalismo, tenho isso bem marcado. Não que rezemos constantes “perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”, sem bem que estas orações assentam como uma luva no triângulo “televisão – ERC – povo”. Mas sabemos que, por detrás dos anúncios, dos programas, até das televendas, existem humanos, e o humano, ao contrário dos restantes animais, erra. Mas o erro ao qual assisti ontem indignou-me.
Foi no segundo intervalo do «Domingo Desportivo», programa que eu assisto impreterivelmente, quando anunciaram o jogo «F.C. Porto – Sporting de Braga», às 19h15, na RTP1. Acontece que já era meia-noite e pico, e eu já tinha assistido àquela partida horas antes. Questionei se teria sonhado tudo, e até esperei quê sim. À parte da minha demência, sobre a qual de preocuparia depois, o Porto tinha empatado, e se o jogo ocorresse outra vez havia a hipótese de o vencer. Mas parece que foi mesmo um erro televisivo, de alguém que, certamente, estava louco por ver o Porto jogar outra vez.
Fosse como fosse, o facto de questionar a minha consciência foi um sinal de que era hora de parar. Desliguei a TV contaminada com o crasso erro da RTP e fui para a cama.
(Aproveito para dizer que ter aulas de manhã a uma segunda-feira, com Domingo Desportivo no dia anterior, é pura maldade. Vale-me a mim que o campeonato acabou, e com ele o programa. Vou finalmente poder assistir a uma aula de História Contemporânea de Portugal com os olhos abertos. Vou finalmente saber como é.)


por diogohoffbauermdias às 21:33
link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

↘Mais sobre mim
↘Pesquisar neste blog
 
↘Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


↘Posts recentes

Aviso

Partido, Largada, Fugida

Apertado

Reis da Selva

Saltou-lhe a tampa

A idade só pesa sobre os ...

Tal mãe, tal desconhecida

O Donut de Eros

Cabeça para cima, polegar...

Perfume de Muamba

Domingo pouco Desportivo

Os preguiçosos não se tor...

A saúde vem de autocarro ...

Ópios do povo, qual deles...

Um abraço neste Shopping ...

↘Despensa

Junho 2009

Maio 2009

↘tags

todas as tags

↘Links
blogs SAPO
↘subscrever feeds