13 comentários:
De Anónimo a 21 de Maio de 2009 às 22:14
E estás mesmo alto :)


De diogohoffbauermdias a 21 de Maio de 2009 às 22:15
Tu se calhar é que és pequeno. Por isso é que passas anónimo, ninguém te vê.


De Teresa Hoffbauer a 21 de Maio de 2009 às 23:45
Olha que eu não sou o anónimo!!!!

Desta vez parece que o teu blogue vai em frente.

Faltam-me os comentários da Rita!!! Que é feito dela?! Também morreu como o teu pai?!!!

... und noch ein Küßchen!


De diogohoffbauermdias a 22 de Maio de 2009 às 07:57
A Rita está temporariamente sem Internet.


De geocrusoe a 21 de Maio de 2009 às 22:16
Pois a vantagem de se morar num grande centro é que os reencontros são distantes e fala-se das mudanças físicas banais... numa ilha pequena como a minha, onde os reencontros são quase diários, temos uma outra variante: o tempo. as frases acabam sendo do mesmo género e os diálogos autênticos monólogos também. Diferenças que em tudo são semelhantes...


De diogohoffbauermdias a 21 de Maio de 2009 às 22:18
Ah, o tempo... Quantas vezes não evitei situações embaraçosas com um "nunca mais chega o tempo quente..."


De isabel monteverde a 22 de Maio de 2009 às 10:28
:))

"Continuas na mesma, pequenina como há anos atrás!"

Se me dizem isto eu perco a cabeça.


De diogohoffbauermdias a 22 de Maio de 2009 às 22:38
Ao menos não bate com a cabeça nos toldos dos cafés.


De Paupau a 22 de Maio de 2009 às 15:48
Foste ao baú dos textos feitos tesouros... e fizeste muito bem.

É óptimo quando relemos algo sem saber a comida aquecida.

E eu, já agora, estou mais baixo. Corcundinha, para ser mais preciso.

Paupau


De diogohoffbauermdias a 22 de Maio de 2009 às 22:38
Põe as costas direitas


De Rita M a 22 de Maio de 2009 às 21:32
Tu és alto e é por seres alto que eu gosto tanto de ti *.*


De diogohoffbauermdias a 22 de Maio de 2009 às 22:39
Parece-me que se eu fosse mais baixo não gostavas.


De Rita M a 23 de Maio de 2009 às 00:01
Não sei...
Mas com um post como o ultimo...
--'


Comentar post